Tag Archive | poem

Naturae

Justaposição à
tangente
quimicamente
comburente de
vaga-lumes
e colibris
asas de ciúmes
bicos vis.

Advertisements

=Deception of perception=

Tell me sweet little lies
that you like it
that I'm beautiful
that it's good.
Tell me small white lies
that you like me
that it's beautiful
that it's never been so good.
Say all the words
I want to hear,
I'll know they're untrue
but I won't shed a tear.
Say all those pretty words
to make my heart skip a beat.
I'll believe them all
that'll be my downfall.

                                  05 June 2011

Amore Anima

Anima Mea Aeterna
coração da noite
aroma de deserto
sabor de café e menta
asa negra estrelada
onda de mar revolto
sopro de brisa agreste
lábios de puro mel
mãos de sal e sol
corpo de impuro divino
ardente sussurro
torrente de emoção
muralha protectora de
amplo abraço terno
ágil sonho profundo
sorriso de fumo
beijo pleno de luar
lugar onde mais pertenço
castelo étereo de prata e ónix
não me voltes a deixar.

Agosto, 2011

A eterna procura de mais que um nada

Agosto, 2011

Não sou líder
nem sigo cegamente
caminho lado a lado
num passo intermitente.
Não sou mais nem menos
nem busco ser tal
apenas tenho sonhos
que quero cumprir, afinal.
Sou eu e nada mais
por entre diferenças
cores, tamanhos e crenças
somos todos iguais
anseios partilhados
de felicidade rica
desejos murmurados
um sorriso que fica
Ninguém quer estar sozinho
ninguém quer solidão
todos buscamos carinho
conforto para o coração.