Tag Archive | musica

Oasis Voices – o concerto

Já está online o vídeo integral do concerto de Dezembro do  Grupo Coral onde canto, o Oasis Voices. Foi uma noite mágica e muito especial para todos nós; alguns por ser a primeira vez que cantavam connosco, outros por irem fazer as suas estreias a solo, todos por estarmos a cantar, juntos, e a mostrar o trabalho que temos feitos às nossas famílias, amigos e curiosos que nos foram ver.

Vejam aqui e digam-me(nos) o que acharam:

P.S. – Estamos de portas abertas a convites para actuações e também a novos membros!

Festas Felizes, ou a falta de espírito festivo

Estamos a 9 dias do Natal. Menos ainda, apenas 5 dias nos separam do Yule, Solistício de Inverno – que assinala o dia mais curto em horas de luz do ano e promete mais Sol a cada dia que passa.

Devia estar entusiasmada. Devia pensar em presentes, em comidinhas gostosas, em decorações.

Não estou. Não há foto temática nos meus perfis nas redes sociais – excepto a do anjo que adorna a frente da igreja, que ontem pus no Instagram, porque achei bonitinho. Não há árvore nem decorações lá em casa. Não há a playlist de Natal que o ano passado me atormentava com prazer todo o dia, que tenho no YouTube (em vez disso, ando a ouvir isto). Não há planos, nem presentes comprados, nem viagens planeadas.

Há vazio. Há saudade. Há dúvida. Há uma certa solidão. Há um toque de desespero – ou uma sensação de não ter chão, de estar um pouco perdida. Há questões sobre o sentido de viver como vivemos, de fazer as coisas como fazemos. Há medos primitivos sobre velhice, desamparo, doença, perda.

Creio que não estarei só neste sentimento. Creio que sei, de certa forma, que não estou. O mundo está a evoluir, a mudar e isso dói – todo o planeta está em sofrimento agora mesmo. Toda a Humanidade está em sofrimento agora mesmo. Growing pains, é a minha esperança. Uma viragem para algo diferente, melhor do que destruição e dor que temos agora. Eu estou a mudar e a evoluir e isso implica desorientação, confusão, dor, medo. Que o que cresce em mim seja diferente, melhor, também – e que consiga espalhar isso pelo mundo.

Uma parte de mim sabe que provavelmente daqui a um dia ou dois, o Espírito da época – aquela parte boa e bucólica – vai chegar a mim. Depois, logo se vê. Agora, a única coisa que quero do Natal é sossego.

Ainda assim: Festas Felizes – seja Natal, Kwanza, Hanukkah, Yule ou nada de religioso – e Paz na Terra a TODOS os Homens (e Mulheres)!

E porque hoje é dia de ensaio geral; porque amanhã é dia de concerto do Oasis Voices, no Auditório do Alto dos Moinhos às 21h, deixo aqui a pérola que me tem tocado mentalmente non-stop nos últimos dias:

 

Agosto a gosto

Escrevo-vos do primeiro dia das minhas férias – e sou uma very happy camper neste momento!

Tecnicamente, as férias só começam oficialmente no dia 16, mas fim-de-semana com feriado serve de aquecimento.

Vou passar uns belos dias à minha cidade natal, Portimão, aproveitar o sol e o sal das ‘minhas’ praias e a beleza de tudo o que amo na minha terra. Mas antes, uma pit stop em Setúbal para conhecer sítios novos e ver coisas e pessoas diferentes – logo vos conto sobre isso, ok?

Antes de ir fazer a mala e atirar-me para o sofá no descanso máximo, quero deixar-vos um desafio:

Oasis Voices – YouTube – o coro onde ando a dar um ar da minha graça há uns tempos. Estamos agora em pausa de ensaios, mas em meados de Setembro regressamos e força e estamos de portas abertas a quem quiser vir cantar connosco (tenores, precisam-se!)
O repertório é variado, especialmente focado em música contemporânea, pop, jazz, soul e coisinhas bonitas assim. Vejam no canal com estamos todos giros no nosso “la-la-la” xD
Podem também encontrar-nos aqui: Oasis Voices – Facebook. Deixem lá o vosso like para irem sabendo das novidades!

 

Agora vou ali dar um pézinho de dança, hasta luego guapos!

 

 

Reflexões

” A alegria mantém viva na mente uma espécie de luz solar e preenche-a com uma serenidade firme e perpétua.”
– Joseph Addison (1672-1719)
Em bom e tradicional Português, já lá diz o ditado… “quem canta seus males espanta”. Cantar é um exercício de alegria, que afasta da mente as coisas que nos preocupam e a preenche com a harmonia que só a música, enquanto construção humana intrinsecamente ligada com as nuances dos mistérios naturais, consegue proporcionar. Por isso, tantas vezes canto no trabalho. Traz-me alegria interior pois distrai-me do que me está a perturbar a serenidade e, sem dúvida, trazia alegria às minhas colegas na altura da Primark, que se fartavam de rir das minhas figuras ristes a dobrar pijamas e a cantar “A Aldeia da Roupa Branca” e outros clássicos da música portuguesa. 🙂

Louca? Um pouco. Feliz? Sempre que posso. E pouco ou nada mudaria nisso.

Façam favor de ser felizes!
paisley3

Maravilhas de Fim-de-Semana | Weekend Wonders

Este fim-de-semana rumei a Sul, à terra que me viu nascer: Portimão. Matar saudades da família e recarregar baterias é sempre um evento alegre!

Estes dias em especial foram muito bons, pois tive oportunidade de rever pessoas que me conhecem desde sempre e locais da infância – e religar-me a eles e às minhas raízes. Depois de alguns anos, voltei a estar com a minha madrinha de baptismo e a família, na casa onde tantas vezes a filha dela e eu brincámos – agora, ela já casou e vai ter um bebé este ano…como o tempo passou! Foi um momento nostálgico, daqueles bons e energizantes, que nos deixam de coração cheio. Quem me segue no Instagram deve ter reparado nisso, pelas fotos que fui partilhando durante o Sábado.
Visitei a minha avó no lar de idosos onde ela está (com 91 aninhos, já precisava de não morar sozinha, caso lhe acontecesse alguma coisa) e fiquei de coração a transbordar com a alegria que ver-me lhe dá. Estar a 300 quilómetros não me permite vê-la tanto quanto gostaria, mas sempre que vou “lá abaixo”, a visita à Maria é a única coisa que está assente de pedra e cal na minha agenda.
À noite, o cafezito com as primas para pôr conversa em dia rematou o dia.

Domingo, foi meio dia de descanso, meio dia de viagem. Acordei cedinho e fui passear com uma amiga – ao mercadinho de Domingo que fazem na Zona Ribeirinha de Alvor e ao passadiço junto à Ria. Belos legumes e frutas que ali se vêem! Claro que tive que trazer umas batatas doces algarvias para nos deliciarmos na capital! Depois, almoço com amigos e foi o tempo de acabar de arrumar as malas e apanhar o expresso rumo a Sete Rios…3 horas depois; lar lisboeta, doce lar!

Como o tempo é curto, tenho visto os meus amigos por turnos… Quem ficou “pendurado” desta vez, tem prioridade na próxima – porque tenho muitas saudades de todos os que lá deixei!

Regressada e de baterias recarregadas, vamos a mais uma semana!
Deixo-vos a música que tem sido a banda sonora de hoje:

This last weekend, I set course for the Southern part of Portugal, to the town where I was born: Portimão. To visit family and friends and recharging batteries is always a happy event!

These days in particular were very good, because I had the chance to meet again some people that have known me since forever and to revisit some childhood places – and to reconnect with those people, those places and my roots.
After a few years, I got to spend time with my Christening Godmother and her family again, in the house where her daughter and I spend so many happy hours playing together – now, her daughter is married and having a baby this year…how time has passed!It was a nostalgic moment, the king that feels so good and leaves us with our hearts full and re-energized. Those who follow me on Instagram might have noticed, from the pictures I shared on Saturday.
I visited my grandma at the nursing home where she now lives (91 years old is an age where living alone is not good, only a risk) and my heart was overflown with the joy she felt from me visiting. Now living 300 kilometers from my hometown, visiting is as frequent as I wish it was, but every single time I go South, going to visit my Maria is the only thing in my datebook that is set in stone.
At night, after dinner trip to the coffee shop to catch up with my cousins, closing the day.

Sunday, half a day of rest, half a day of travelling. I woke up early and went to take a walk with with a friend – to the small farmer’s market that takes place every Sunday on the Zona Ribeirinha at Alvor and on the boardwalk near the Ria. What beautiful produce you can get there! I couldn’t resist bring some sweet potatoes with me to Lisbon! After that, lunch with friends and then I hardly had the time to finish packing and get to the bus headed for Sete Rios on time…3 hours later; home, sweet Lisbon home!

Time is always short when I only go for the weekend, so I end up meeting my friends in turns…to all those I didn’t get to see this time around, you’re definitely prioritized for next time – because I really miss all those I left back home!

Back, and with my batteries all recharged – let’s get to another week!
I leave you with the soundtrack of today: