Tag Archive | eu

Palavras | Words

Ando a sentir necessidade de escrever. Como se tivesse alguma coisa cá dentro a querer sair. Como se fosse esse o propósito de por aqui andar neste planeta, o meu desígnio.
Depois, acontece a vida. Trabalho, contas para pagar, família, amigos, hobbies e coisas que gosto de fazer e que me dão alegria, o simplesmente ficar a vegetar no fim-de-semana e recarregar as baterias, desligando o cérebro.
Como equilibrar esta necessidade que tenho, tão visceral, com o meu dom inato para a inactividade? Como fazer esse amor ardente pelas palavras ser mais forte que o cansaço e a preguiça e -A INTERNET- ?

Estou melhor em vários aspectos…agora conseguir fazer de algo que me move
de dentro para fora ser algo que me permita viver de alguma forma…como?
Um passo de cada vez, não é? Vamos aos poucos, um dia lá chegarei!

divider-line1
I’ve been feeling the need to write. Like I have something inside wanting to get out. As if that was the purpose of me being around on this planet, my design.
Then, life happens. Work, bills to pay, family, friends, hobbies and things I like and that give me joy, the plain and simple ‘couch-potatoing’ over the weekend, recharging batteries and turning my brain off.
How to  balance this need I have, so visceral, with in born gift to do nothing at all? How to make this ardent love for words be stronger than being tired and laziness and – THE INTERNET- ?

I am better in many aspects…now to achieve being able to do something
that moves me from the inside out as a means of living somehow…and how?
One step at a time, right? Bit by bit we go, I’ll get there someday!

10 dias de Mindfulness para um Fim de Ano sereno V

Feliz Natal!

Hoje foi o 5o dia da série de 10, com 10 minutos de meditação Mindfulness da aplicação Headspace.

Foi um dia diferente. Como acordei cedo para fazer comidinhas para o almoço de Natal, acabei por ir deixando os minutos zen para trás, até que eram 17h e ainda não lá tinha chegado. Verdade seja dita que cozinhar é zen também, mas é diferente.

Hoje, estava irritada quando pus os fones e comecei por ver a animação que estava associada ao dia 5 (têm algumas, curtinhas, que explicam aspectos da mente e da meditação). Subi o volume, recostei-me no sofá e ignorei o ar intrigado do meu namorado…E deixei-me ir pelas indicações que o áudio me dava. 10 minutos depois; abro os olhos, espreguiço-me e apercebo-me que relaxei ao ponto de quase adormecer. Um pouco fora do objectivo,mas soube bem. A irritação desapareceu e o resto do dia foi bom, relaxado, preguiçoso como um bom domingo deve ser.

Amanhã de regresso à versão comboio, dia 6. Vamos ver como corre!