Tag Archive | escrita

On Wednesdays we do words: readings

Parece que preparar-me para publicar no blog numa regularidade semanal de dia fixo está a funcionar para mim.

Esta regularidade com tempo adicionado para pensar no que vou escrever aparentemente é boa para mim, espermos que consiga transformá-la num hábito.

Esta semana assinalou o começo de uma espécie de clube do livro, que definimos como um almoço literário semanal – e começámos por partilhar alguns objectivos pessoais de leitura para 2018, para que nos possamos apoiar e incentivar umas às outras.

Para mim, 2018 em leituras e livros esperançosamente será assim:

  • Desafio do Goodreads definido a 33 livros para este ano.
  • Qeuro ler mais em Português, especialmente autores de língua oficial portuguesa (pelo menos 1/3 das minhas leituras)
  • Quero ler um livro em Francês (tenho Os Miseráveis em mente – e na conta kindle – mas isso pode mudar)
  • Quero ler um género que nunca tenha lido – a considerar biografia, pois creio que nunca li e assustam-me um pouco.

Olhando para isto agora, escrito, talvez tenha tido mais olhos que barriga, tendo em conta que tenho vários interesses diversos e quero dedicar tempo a todos eles! Logo veremos… agora tenho-vos a todos que leram estas palavras para virem “cobrar” de mim.

E vocês? Lêem muito? Nem por isso? Quais são os vossos objectivos /desafios de leituras para este ano, se tiverem alguns? Sugestões de livros são sempre bem-vindas, especialmente se me desafiarem a ir longe dos meus habituais (fantasia, ficção científica e etc.)!

Seems like getting ready to post on a weekly, scheduled basis is kind of working for me.

This regularity but with time added to think on what to write appears to be a good thing for me, let’s hope I can make a habit out of it!

This week signaled the start of a sort of book club, which we set up as a weekly literary lunch – and we started by sharing some personal reading goals for 2018, so we can keep each other accountable in a way.

For me, 2018 in readings and books aims to be as follows:

  • Goodreads challenge set at 33 books for this year.
  • Want to read more in Portuguese, especially Portuguese native authors (at least 1/3 of my readings)
  • Want to read a book in French (have Les Misérables in mind – and in my kindle account – but that can change)
  • Want to read a genre/type I never read – considering biography, as I believe I never read one and they kind of scare me.

Looking at it now, written down, seems like I might be in over my head, as I have such diverse interests and would like to dedicate time to all of them! We’ll see…now I have all of you that read these words to keep me accountable as well!

How about you? Big readers? Not so much? Let me know your reading goals for 2018 if you have any; book suggestions are also greatly appreciated – challenge me to go beyond my usuals (fantasy, sci-fi type things)!

Advertisements

outro começo – 2018 – another begginning

Aqui estou eu, mais uma vez apostada em efectivamente ter um blog de publicação relativamente regular. Parece que já fiz isto umas mil vezes (vá, 3 ou 4)!

Desta feita, vamos tentar uma calendarização minimamente estruturada, que vos parece? Um post por semana – parece-me razoável considerando o grau elevadíssimo de procrastinação que habita a minha pessoa. Será que devia fixar um dia na semana? Talvez ajudasse a estruturar-me na criação do conteúdo e a obter a regularidade almejada.

Parece-me que sim, vamos a isso. Um post por semana, Quartas-feiras – estamos combinados? Eu escrevo, vocês lêem e comentam (por favorzinho???)

Feliz 2018!

Here I am again, betting once again on having a relatively regularly published blog. It seems like I have done this a thousand times (well, 3 or 4)!

This time around, let us try a reasonably minimally structured calendar, what do you think? One post per week – it seems reasonable, taking into consideration the degree of procrastination which inhabits me. Should I schedule a day of the week? Perhaps it would help structuring myself in content creation and obtain the desired regularity.

It seems to me like it’s a yes, let’s do it. One post a week, Wednesdays – is it a deal? I write, you guys read and comment (pretty please???)

Happy 2018!

Apetites

Sabem aqueles dias que só apetece sentar à mesa com uma caneca gigantesca de café, papel e canetas, música ou podcasts que estão em atraso na lista para ouvir e simplesmente escrever e escrever e escrever?

Ando assim. Sem assunto específico, sem temática ou enredo que me faça criar algo mais artístico ou informativo, simplesmente com sede de escrever.

Há muito que não sentia esta comichão de escrevinhar, sem propósito específico, o quee vem à cabeça. Há muito que não sentia a ânsia de escrever, de criar com palavras, de contar histórias, de expor os meus pensamentos.

Parecia que essa parte tinha ficado lá atrás, noutra Sónia, noutras vidas. Parece que afinal não. Sinto uma certa plenitude por ter esta vontade a pulsar nas veias novamente. Terei de responder a este apelo como puder – não voltarei a deixar a preguiça e as inseguranças quebrar a minha pena, calar o meu cantar.

Vejamos o que vem daqui… Estou curiosa, e vocês?

Poesia FIB

Um blog que sigo, o Learning to Live like Water, apresentou-me esta forma de poesia: os FIB. Poemas com base na Sequência Fibonacci, que ditará o número de sílabas ou palavras em cada verso. Achei interessante, pois os números de Fibonacci fascinam-me, especialmente pela sua presença na Natureza lado a lado com a Proporção Áurea. Mas…isso serão temas para outras escritas, quem sabe!

De momento, quero partilhar convosco as minhas experiências neste formato de poesia que me intrigou. Tentei fazer FIB com sílabas métricas e palavras, chegando mesmo a fazer um ou outro com inversão dos números (limitei-me ao 5 e foi daí para trás); qual acham que funciona melhor?


pensamentos
constantes
procurando respostas
chegam mais dúvidas
não sei parar de pensar.
– 28.03.2017-
(fibonacci de palavras)

tantos caminhos abertos
tantas opções
dúvidas
indecisões.
– 28.03.2017 –
(fibonacci de palavras, em ordem inversa)

ser
mais
ser plena
ser capaz finalmente
saber que quero e como!
– 28.03.2017 –
(fibonacci de palavras)

sou.
sim
estou
enfim eu,
plena de questões.
– 28.03.2017 –
(fibonacci de sílabas métricas)

tantas paixões me assolam assim
tantas ânsias enfim
querer mais
fazer,
ser.
– 28.03.2017 –
(fibonacci de palavras, em ordem inversa)

Bem, agora fiquei com vontade de voltar aos poemas, de voltar a tentar haiku… veremos o que sai daqui!

Loucura de Novembro | November Madness

Ora então, um pequeno update: decidi tentar novamente o NaNoWriMo (National Novel Writing Month), depois de o ano passado ter fugido dele a 7 pés e em 2014 ter chegado apenas às 3000 palavras.

nanowrimo_2016_webbadge_participant

Para ajudar à festa, incentivada pela minha amiga Rita (do blog From Pemberley to Milton, espreitem!), decidi que este ano vou arriscar numa coisa que nunca fiz: Fan Fiction. [bem, se calhar fiz nos tempos áureos da adolescência, criando estórias sobre os meus ídolos musicais e heartbreakers da altura, os BackStreet Boys – que por acaso parece que estão a fazer um comeback este ano, sabiam? Coincidências espantosas!]

Ora tendo estes dados presentes, não vos será surpreendente a revelação que a minha proposta para este NaNoWriMo, em Fan Fiction, seja com base no clássico de Jane Austen, “Orgulho e Preconceito”. Se quiserem saber um bocadinho mais do que se tratará, podem ver na página: da minha novel deste ano.

Partilho com vocês esta loucura, pois sei que assim assumo um compromisso público e sinto-me mais “obrigada” a cumprir! 😀 Ajudem-me a conquistar este objectivo!

Well then, a small update: I have decided to try again doing NaNoWriMo (National Novel Writing Month), fter having fled from it like the devil from the cross last year and having only reached 3000 words in 2014.

nanowrimo_2016_webbadge_participant

To help this party, with incentive from my friend Rita (@ the From Pemberley to Milton blog, have a look there!), I decided that I was going to venture into something I have never done before: Fan Fiction. [well, I may have donesome of that during my teenage golden days, making up stories about my music idols and hearbreaker, the BackStreet Boys – who apparently are making a big comeback this year, did you know? Amazing coincidences!]

Now then, having all this data in mind, it should not surprise you when I reveal that my proposition for this NaNoWriMo, in the Fan Fiction category, is based on Jane Austen‘s classic, ‘Pride and Prejudice’. If you want to know some more about what it will be, you can check the page for my 2016 novel. (and yes, I will be writing in English, which is an added challenge for a non-native, especially because it should not be contemporary English to be historically accurate).

I am sharingthis madness with you because I knowthat taking on this project in a public manner I will feel more “forced” to comply!:D Help me conquer this objective!

Thought

Taking into
Careful consideration
I ponder.

Tires me, this thinking
Constant
Persistent.

Yet I do not know
how or when
could it stop.

To be is to think
to think is to be
Am I being or thinking me?

(free writing, as it flowed into my mind, on the afternoon of September 29th – no edits whatsoever)

Desabafando | Letting it out

Já se passou algum tempo. Ando a evitar chatear-vos muito com os meus dramas interiores e batalhas mentais, mas depois penso que este espaço foi feito para a partilha. Não só daquilo que “produzo” artisticamente, mas de mim – pelo sentido de conexão e união, de pertença até, que isso possa trazer: para vocês que me lêem e para mim que escrevo ( e recebo os vossos comentários e opiniões, que me enriquecem de tantas formas).

Ando irrequieta, interiormente. Sinto que se aproxima uma grande mudança, que de certa forma fui eu que pus em movimento, mas não estou preparada. Cheia de medos, de questões, de incertezas. Não ajuda que este instinto não seja algo de concreto, relativo ao que mudará em que aspecto da minha vida e como – é apenas aquela sensação intensa de que alguma coisa vai mudar, vai acabar, vai dar uma volta. E com essa sensação vem alguma angústia – o que me deixa ainda mais irrequieta e mais preocupada nesta cabeça de hiper-pensadora, ruminadora – que me enche de preocupação e de temores e me deixa paranóica.

Vamos a ver o que os próximos tempos me trazem, depois da confusão que foi o mês de Agosto em termos de relações familiares e estabilidade emocional…torçam por mim, sim?

It has been a while. I have been avoiding to nagg you too much with my inner dramas and mental battles, but then I think that this space was created for sharing. Not only what I “produce” artistically, but myself – for the sense of connection and union, even belonging, that it may bring: for you that read me and for me writing (and receiving your comments and opinions, which enrich me in so many ways).

I have been feeling restless inside. Feeling like a big change is coming, on that it was me who set in motion in some ways, but I am not ready. Filled with fears, questions, uncertainties. It does not help that this instinct is not defined, in regards to what is going to change in which aspect of my life and how – it is just this instense sentationthat something is going to change, to end, to take a turn, a 180º. With that sensation in comes some anguish – which makes me even more restless and more worried in this overthinking ruminating head of mine- which fills me up with worries and fears and makes me paranoid.

Let us see what times will bring, after the confusion all of August was in family relations and emotional stability…fingers crossed for me, ok?